PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Por ser negra... Angolana impedida pelos vizinhos de entrar na casa que lhe foi atribuída pela autarquia de V. F. Xira

Matéria da Sic Notícias: Uma angolana de 47 anos tem sido impedida pelos vizinhos de entrar na habitação que lhe foi atribuída pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira. A casa fica num bairro de pescadores da Póvoa de Santa Iria.
Ver vídeo aqui

4 comentários:

lita duarte disse...

Que mundo feio e triste é esse! Chega a me dar um tremor de tanta indignação.

Um abraço, amigo Patissa.

Angola Debates e Ideias- G. Patissa disse...

Outro abraço, amiga Lita.

Fernando Ribeiro disse...

Isto é revoltante. Como português sinto-me envergonhado. Infelizmente, em Portugal, atitudes destas são muito frequentes em relação aos ciganos, sobretudo, muito mais do que em relação aos negros. Os ciganos são os mais discriminados de todos. Quase não há cigano nenhum que não tenha já passado por uma situação semelhante a esta.

É certo que os pescadores que vivem no bairro referido na reportagem são "avieiros" e não pescadores comuns. Desde que se estabeleceram nas margens do Rio Tejo nos princípios do séc. XX, vindos da Praia da Vieira, em Leiria, os avieiros sempre viveram em comunidades muito fechadas, praticamente sem contactarem com os habitantes locais, a não ser para lhes vender o peixe que apanhavam no rio. Muito menos conviviam com pessoas de outras raças e etnias. Mas isto não pode desculpar, de maneira nenhuma, a forma acintosa como a senhora foi tratada nem as ameaças que lhe foram dirigidas. De maneira nenhuma.

Angola Debates e Ideias- G. Patissa disse...

Um abraço, caro Fernando Ribeiro