PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Para debate: "Angola já não consegue inventar nada para a sua salvaguarda"

"No meu entender, acho que Angola já não consegue inventar nada para a sua salvaguarda, ou porque perdeu as fontes de inspiração para poder avaliar pelos seus próprios meios as suas criações, ou porque aderiu ao mimetismo cultural e ideológico sem se questionar se esta via seria ou não a melhor para a sua reconstrução ou para investir em recursos humanos.

Porque, hoje, o nosso modelo vem com toda a intensidade do Brasil e Cuba, servindo-nos das duas experiências que acredito possam ser valiosas para enriquecer e serem aplicadas na nossa cultura. Ontem, o modelo estava expressamente em cuba e na antiga URSS, sem tirarmos proveito das nossas próprias vivências, pelo menos a dos quinhentos anos de convivência com o ocidente e o seu cristianismo, mesmo que essa experiência foi dramática. Mas, pelo menos, essa lição que durou quase quinhentos anos deveria servir de base de experiência para melhor escolher o que nos identifica como seres pensantes."

Dya Kasembe, in «Reflexão Filosófica Sobre a Estupidez Codificada», 1ª edição. 2011. Luanda. Mayamba Editora.

Sem comentários: