PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

trecho do conto A ÁRVORE QUE DAVA LEITE

É a mulher que não presta, vaca sem leite nem costas», acusava a parte do marido. «Esse homem é um atraso. Ainda vai-nos causar dores de bexiga à coitada», especulava o outro lado. Um pouco mais tarde ou mais cedo, o boato chegava tanto aos ouvidos do marido, como aos da esposa, não lhes aquecendo nem lhes arrefecendo, contudo. Muito dados a forçar situações, parentes do marido sugeriam secretamente que ele tentasse a todo custo fora, bastando apanhar uma prima com provas dadas em matérias de conceber. O que não imaginavam era que o outro lado não sossegava, e aconselhava a mulher a fazer precisamente o mesmo, afinal há sempre um primo no período fértil. Mas o casal não se deixava demover e permanecia cada vez mais unido.

Gociante Patissa, in FÁTUSSENGÓLA, O HOMEM DO RÁDIO QUE ESPALHAVA DÚVIDAS, 1ª edição, 2014

Sem comentários: