PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Divagações | Nota positiva a Cabo Snoop

É cultor de um segmento de música que a mim diz pouco, quase nada, mas felizmente há lugar para todos os gostos nestas coisas de consumir barulhos organizados que atendem pelo nome de música. O que, entretanto, já não podemos deixar de elogiar é a postura do seu discurso conciliador, cordato e assertivo, ao que alia um fluído raciocínio e domínio da língua portuguesa. O carismático Cabo Snoop, de seu nome de registo Ivo Manuel Lemos, nascido em Luanda aos 01 de Novembro de 1990, despontou em 2010 com o dançante tema "Windeck", que parodia o original "Lean Back", do norte-americano Fat Joe. Cabo Snoop esteve há poucos dias no programa Levanta do Som, da TPA2, no qual não deixou de ser "provocado" pela perspicaz apresentadora Lukénia Gomes, no sentido de se pronunciar sobre a relação com Ho-Chi Fu, dono da produtora Power House, responsável pelo surgimento no panorama artístico de um "miúdo" por si acolhido como ajudante de estúdio, o qual elevaria à "joia" do emblema, com contratos para shows na África do Sul e Nigéria e tudo, no género afro-house. Para se ter ideia, na delegação do Ministério da Juventude e Desportos à 6.ª Bienal de Jovens Criadores da CPLP, que teve lugar no ano de 2013 em Salvador da Bahia, Cabo Snoop e o seu agente tiveram direito à Classe Executiva no vôo e Hotel Cinco estrelas, enquanto um Kyaku Kyadaff, talentoso trovador e compositor e por sinal muito acarinhado pela imprensa brasileira durante o evento, andou "perdido", como os demais jovens criadores da delegação angolana, na classe económica e hospedado em quarto partilhado de hotel mediano com outro delegado. Voltando à pergunta da Lukénia quanto à actual relação entre Cabo Snoop e o seu antigo mentor Ho-chi Fu. "Infelizmente já não temos relação", começou por responder a seu jeito singelo, sempre mantendo a elevação quando se referisse ao seu antigo mentor que, como muitos estarão recordados, teve uma reacção mediática de conflito quando se deu o fim do vínculo. Hoje, Cabo é agenciado pela Arca Velha, do músico e compositor benguelense Matias Damásio, depois de ter sido agenciado pela Hadja Models, um pouco por influência da esposa, que faz parte das modelos da casa. Terminamos estas linhas com a nota com que abrimos, isto é, reiterando não nos revermos no segmento musical seguido por Cabo Snoop, pela sua natureza inconsistente, culturalmente oca, e muito virada para o showbiz, ao mesmo tempo não podendo nós, todavia, deixar de pontuar a idoneidade com que ele gere no plano da coerência discursiva a sua imagem. Ainda era só isso. Obrigado.
Gociante Patissa, 10 Julho, 2017 | www.angodebates.blogspot.com

Sem comentários: