PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Diário | Mas aquele chinês se eu lhe chamar um nervo, fiz mal?

"Colega, já viste uma coisa?"
"Qual é a dica?"
"Esse chinês já está começar a me dar raiva, meu... Me responde só ainda. Assim se um dia desses um gajo lhe chamar um nervo, fiz mal?"
"Qual é a maka então?"
"Estou mesmo a lhe controlar... lhe controlar... lhe controlar... Vi mesmo, que... Não! Esse gajo tem uma intenção..."
"Aié? Então ainda em vez de trabalhar - e sabes mesmo bem que trabalho do talho não é para mulheres -, você ainda perde mais tempo com controlar a intenção dos clientes? Intenção de quê assim?"
"Mas você também é muito boelo, jurumemu..."
"Assim é de se ofender?"
"Não, claro que não. Desculpa..."
"Vou pensar. Mas continua..."
"Já passam três meses. Mas aquele chinês afinal é como?! Daqui a pouco vai vir. O movimento dele no talho não varia. Fica ali a mostrar os dentes, cheio de simpatia, porque 'boa talde, amigo, quelo isso, quelo aquilo'. Ele já é que não pede a tal carne de primeira, não pede segunda com ossos, não pede picanha, não pede alcatra, não pede miudezas, nem pelo menos ossos para cães. Nunca reparaste?"
"Agora que falas, estou a dar conta..."
"Assim se um dia desses um gajo lhe chamar um nervo, fiz mal? Quando ele chega, pede só o quê?..."
"Os testículos do animal, muito mais cabrito..."
"Esse chinês assim não deve ser um gay que está a nos seduzir, como quem nos vê como cabrões?!..."
www.angodebates.blogspot.com | Gociante Patissa | Benguela, 10 Julho 2017

Sem comentários: