PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

UM PAÍS CHAMADO RIBALTA... "Ministra da Cultura quer jovens a apostarem no semba"

Texto da Angop, Luanda, 9 Fev- A ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, reafirmou, domingo, em Luanda, a necessidade de os jovens músicos angolanos apostarem forte e seriamente na preservação do estilo de música semba, característico do país, como forma de o manter na ribalta.

Segundo a ministra, que falava na homenagem aos músicos Augusto Chacaia e Nani ocorrida no Centro Cultural e Recreativo Kilamba, a nova vaga de músicos angolanos deve saber conciliar as novas tendências como o semba, um estilo característico nacional, como forma de o preservar e divulgar ainda mais.
“A música congrega e promove a coesão e união entre os povos. Neste particular, o semba é a maior bandeira nacional no que diz respeito aos estilos, razão pela qual é necessário maior aposta por parte da juventude neste estilo musical somente angolano”, reforçou.
Considerando óptimo o estado actual da música angolana, Rosa Cruz e Silva frisou ser, no entanto, essencial que se faça ainda mais para a sua divulgação e preservação, pois é um factor de desenvolvimento de uma sociedade.
A ministra da Cultura adiantou que maior aposta da juventude no semba proporciona também maior coesão e união entre as várias gerações de músicos angolanos.
“É necessário uma maior cooperação entre jovens e adultos para que à nossa música continue a ser ouvida dentro e fora de portas. Tenha uma projecção ainda mais ampla e seja ouvida pelo mundo fora”, disse Rosa Cruz e Silva.
A ministra felicitou, por esta razão, o jovem Eddy Tussa que muito tem feito em prol do semba. “Quero felicitar o Eddy Tussa pela aposta forte no semba, sem, entretanto, esquecer os demais que tudo fazem para o bem da música angolana”, asseverou.
A homenagem promovida pelo Centro Cultural e Recreativo Kilamba contou ainda com as participações de Eddy Tussa e Didi da Mãe Preta.

Sem comentários: