PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Mestres com iniciativas próprias

Há poucos anos, visando deslocar a torneira do quintal, que passou a estar quase ao centro deste, uma vez concluída (parcialmente) a obra, recorri aos bons préstimos de um canalizador sugerido por um amigo. À conversa que orçou por 4 mil Kzs a empreitada, seguiu-se uma “expedição” pelas lojas de material de canalização, o que não ficou por menos de 10 mil kz. Aí, puxa tubo, serra tubo, enrosca, tubo, suor e fome, e tal… Ele ocupado lá fora, eu ocupado dentro, ao meu computador ligado. Ao fim de duas horas, o aviso. “Chefe, está tudo”. Fiquei contente, não fazendo ideia do que vinha a seguir. “Chefe, os homens das águas costumam passar?” Respondi que sim. “Fazem mesmo leitura no contador?” Bem, acho que fazem uma estimativa, o preço é sempre na mesma média. “É isso”, disse ele, “fiz aí umas adaptações que, agora, a água entra directamente em casa, o contador só conta a água da torneira do quintal”. Resultado, tive de arranjar outro para me livrar de tamanha “fuga ao fisco”.

Sem comentários: