segunda-feira, 4 de junho de 2018

Diário | Assim vais dizer que estás melhor que eu?!

“Como é, parente, essa disposição é como?”
“É aquela, meu!… E convosco?”
“Ya… Vamos fazer mais como?…”
“Como é, velho, ali no multi-caixa tem papel?”
“Qual papel? De letras finas ou o que tem as caras dos pais dos outros?”
“Este mesmo, o de um morto e um vivo.”
“Nada. Também fui picar, a ver se aquela sujeira já caiu, e nada!”
“Vosso fim do mês continua a atrasar muito?”
“Isso até…”
“É o que te falei naquele tempo: tira voado desse empate profissional de figura pública que apanha poeira na fila do banco quando o salário cai, ainda estavas a mandar vir. Sócio, eu esses mambos de esperar salário no bolso do patrão, tipo mulher doméstica que depende do marido, já descalcei há bwé. Hoje, faço meus business, hã!, empresário por conta própria é outra coisa. A vida minimamente vai...”
“Nessa conversa já estás a ir com água, mô wi! Você já assim também é empresário?! Ó meu, baixa ainda a velocidade do sonho…”
“E vais dizer que não sou um empresário?!”
“Estás sempre a ir com água, ó pai! Empresário vem de empresa, estás as ver, né? Alguém que faz importação, que tem parceiros lá fora. Você tem empreendimento, és um pequeno empreendedor só ainda praticamente. Ou já pagas imposto nas finanças, no banco tens garantia de crédito e eu ainda não sei?!”
“Mas eu pago salários, ouviste?!”
“Hum! Fazes pagamento por biscato, mano, não vamos só se entrar na mente, engordar as ideias. Tipo assim: se é na classe dos carros, você ainda é só um kaleluya, rapaz! Não acabaste bem de ser mota, apesar da carroçaria. São vocês! Só viu uma esquina com seis galinhas, ah porque projecto no sector aviário com vista à diversificação da economia. Xê, você!!! Vai à escola, homem!”
“Sei ler e escrever. Contas é comigo. Assim vais dizer que estás melhor que eu?!”
“Em Setembro o salário dos professores já vai tomar anabolizantes, está no ginásio das finanças a ganhar músculos…”
“Tcha!!!”
“O novo estatuto de conversão da carreira docente é uma promessa! Aquela greve do Sinprof fez alguma coisa. O cágado da justiça vai chegar, lentinho, mas vai… Os outros que ainda abandonaram o estudo e o estado, isso já é com eles…”
“Só agora que vais conhecer dinheiro parece, né? Tudo o que vais comprar eu tenho ou já tive…”
“Será?”
“Eu vivo bem, sócio! Já dei grande passo. Quero resolver a minha vida. Quando atingir os quarenta e cinco anos, não preciso mais trabalhar. Aquilo é só comer, beber do bom e do melhor, muitas miúdas estão à espera. Agora, vens com essa conversa, ah porque tens de estudar?! Depois dos trinta e cinco anos, o tal estudo vou mais levar aonde?!”

www.angodebates.blogspot.com  | Gociante Patissa | Benguela, 04.06.2018
Share:

0 Deixe o seu comentário:

Vídeo | escritor Gociante Patissa na 2ª FLIPELÔ 2018, Brasil. Entrevista pelo poeta Salgado Maranhão

Vídeo | Sexto Sentido TV Zimbo com o escritor Gociante Patissa, 2015

Vídeo | Gociante Patissa fala Umbundu no final da entrevista à TV Zimbo programa Fair Play 2014

Vídeo | Entrevista no programa Hora Quente, TPA2, com o escritor Gociante Patissa

Vídeo | Lançamento do livro A ÚLTIMA OUVINTE,2010

Vídeo | Gociante Patissa entrevistado pela TPA sobre Consulado do Vazio, 2009

Publicações arquivadas