segunda-feira, 26 de março de 2018

Diário | Agora assim no Procurador vais falar o quê, mor?

“Ó mulher! MULHEEEER!”
“Ó mulher, ó fioconco! São maneiras em pleno Março?!”
“Desculpa, amor. MEU AMOOOOR!”
“Agora está melhor. E quem chama?”
“Mas assim então mais é como?! Somos quantos que te chamamos amor?”
“Estou a brincar, meu bobo!… O que queres da minha pobre pessoa, tu que estavas a tomar mesmo só teu banho bem, hã?”
“TRAZ AINDA UMA VEEEELA! Essa porcaria da luz já foi outra vez. Também, né?, se a luz não fosse, isso não seria Angola. Esses gajos, sempre incompetentes…”
“Por acaso a luz nem foi…”
“Como assim, não foi, se a luz apagou?! Então é curto-circuito?”
“Curto-desleixo, amor. O teu bocadinho de saldo pré-pago acabou…”
“Aiéh? Mas logo agora?!”
“Despacha-te para o trabalho, ó homem atrasado…”
“Atrasado, não! Impontual! Mas também não é o caso. Eu sou gestor público, gozo de isenção de horário…”
“Hum… Não estou convencida. Não vamos só se enganar, mor. Tens de lá estar, dar exemplo à equipa, motivar…”
“Motivar é que é a maka. E a mim quem é que me vai motivar?”
“O vencimento e as regalias…”
“Não falo disso. Esses dias, oh meu amor, ando assim de um jeito que desconfio que tenho depressão. Ainda quais são os sintomas de depressão mesmo?”
“Oh, mas tu não conheces os sintomas, e já sabes que estás com depressão?”
“É o Procurador. Esse novo Procurador afinal acha que é quê?! Ele deixa muito a desejar, me desmotiva muito, amor. Também não é assim! Até já parece perseguição...”
“Mas ele citou o teu nome, disse mesmo que estou a dar ultimato ao dirigente sicrano?”
“Tu não ouviste ao meu lado no noticiário a insistência dele em tomar medidas aos gestores públicos que não entregaram declaração de bens?!”
“Mas o que é que te custa pôr num papel os bens mais valiosos que tens? Quando dás voltas assim, já sei que há mambos a esconder. Será que tens medo ou arrependimento?”
“Medo, eu?! Alguma vez fui de pedir desculpas?! Sabes que sou de personalidade forte…”
“Ah, Ok. Hoje em dia o mais importante é isso, né? Personalidade forte, carácter fraco…”
“É de se ofender?!”
"Olha, por falar nisso, uma prima de uma amiga contou que parece que também tem de constar no património a declarar a palavra-passe das redes sociais do dirigente, amor. Se fosse comigo, ameaçavas pedir divórcio. Agora assim no Procurador vais falar o quê, mor?”
“Juras? Ou então vou só meter uma junta médica até o homem ser exonerado?”

www.angodebates.blogspot.com | Gociante Patissa | Benguela, 26.03.2018
Share:

0 Deixe o seu comentário:

Vídeo | Gociante Patissa, escritor na 2ª FLIPELÔ 2018, Bahia. Entrevista pelo poeta Salgado Maranhão

Vídeo | Sexto Sentido TV Zimbo com o escritor Gociante Patissa, 2015

Vídeo | Gociante Patissa fala Umbundu no final da entrevista à TV Zimbo programa Fair Play 2014

Vídeo | Entrevista no programa Hora Quente, TPA2, com o escritor Gociante Patissa

Vídeo | Lançamento do livro A ÚLTIMA OUVINTE,2010

Vídeo | Gociante Patissa entrevistado pela TPA sobre Consulado do Vazio, 2009

Publicações arquivadas