PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

domingo, 6 de outubro de 2013

Notícias dão conta do falecimento do músico Beto de Almeida

Foto de autor desconhecido
Soube que não resistiu ao traumatismo craniano resultante da queda, conforme chegou ao nosso conhecimento, acabou por falecer na República da Namíbia o músico e compositor Beto de Almeia. Beto, ao lado do irmão Moniz, marcaram a minha, como a vivência de muitos angolanos, quer com temas de intervenção pró paz ao longo do conflito armado, quer com temas mais ou menos neutros. De todas, retenho o pranto que retrata a caminhada a pé de deslocados do Huambo para Benguela, em consequência do eclodir da guerra com o fracaso eleitoral de 1992: "Etu tweya/ vakwetu vasala ko/ eteke le teke/ tweyililia/ posi/ vamwe veya/vamwe vasala ko/ etu levando tweya/ o Wambu yetu/ tuyiyongola amãyi we/ Oviye yetu/ tuyiyongola/ epata lyosi/ olila/olila wô/ akulu vetu/sapeli po/ Eteke lipi ombembwa yaco yikeya/ oco mwenle etu tupapale" (Nós viemos, outros ficaram. dia a dia, viemos a pé. Uns vieram, outros estão retidos/ Devagar, nós viemos/ Queremos o nosso Huambo/ Queremos o nosso Bié/ A família, chora, chora/Ó mais velhos (dirigentes), conversem (entendam-se)/ Em que dia chegará a tal paz/ para que possamos brincar?".

Sem comentários: