Edição angolana do livro de contos

Edição angolana do livro de contos
Edição angolana do livro de contos

PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Diário | Vamos só esquecer, ya?...

“Amor, este lugar que escolheste para o jantar do dia dos namorados não é muito caro? Não te quero causar prejuízos, mor. Sofreste aumento no salário, será?”
“Oh, minha rainha, não liga isso; você merece muito. Hoje é dia especial. Até o próprio wi São Valentim estaria de acordo comigo…”
“Obrigada, você é mesmo um romântico, ya?…”
“Obrigado a você também, miúda, você me completa a metade da cara…”
“Mas, ó mor, afinal quem foi esse São Valentim?”
“Ei, dama, não vale a pena nos metermos em política, vamos só aproveitar a parte boa. Não vamos estragar o nosso jantar, ya? Depois logo ainda corremos só o risco de estragar o puro ambiente de fazer o nosso amor de direito, né?…”
“Como assim, política?!”
“A paz já chegou, vamos esquecer a guerra. Por isso é que há se dar flores e amar com força, cada panela com a sua tampa, bem ou mal…”
“Ainda não apanhei a tua ideia, meu bem. Só perguntei, por cultura geral. Quem foi afinal esse São Valentim que nos ofereceu o dia 14?…”
“Não sei, querida. Bem, já que insistes, né?… Pelo nome, acho que foi da Unita. E se foi um gajo como aquele parente dele, o Jorge, vamos só esquecer, ya?...”
www.angodebates.blogspot.com | Gociante Patissa | Catumbela, 14.02.2018

Sem comentários: