PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

sábado, 8 de outubro de 2016

Diário | MAS A SENHORA ENTÃO COMO É QUE É?!

“Eu só quero falar com o procurador, mais nada!!!”
“Ó senhora, eu já falei. O procurador está ocupado!”
“AFINAL QUAL É O ASSUNTO COM ESTA CIDADÃ, Ó COLEGA CATALOGADOR?”
“Ó doutor!, é um assunto que na qual ela está aqui remintente…”
“NÃO É REMITENTE, PÁ! É RENITENTE. ‘QUE NA QUAL’?! ISSO TAMBÉM É PORTUGUÊS DE ONDE? VÁ, PROSSIGA!”
“Já há uma semana que vem aqui, sem solicitar audiência sem nada, vestida como está, esses lenços na cabeça, esses panos dela. Quer dizer, sem decoro. Ainda ao menos se alisasse o cabelo ou já só uma peruca, né?… E quer falar logo com sua excelência o senhor procurador, assim nada apresentável como está. Não é mau precedente, meu chefe?…”
“MAS A SENHORA ENTÃO COMO É QUE É?!”
“O camarada é o procurador?”
“NÃO. SOU ADMINISTRATIVO SÉNIOR COM LICENCIATURA EM DIREITO, PÓS-GRADUAÇÃO EM CRIMINALÍSTICA E POR ACASO TENHO PLANOS DE FAZER UM DOUTORAMEN…”
“Já entendi. Pronto. Mas é assim: meu irmão, eu vou-lhe pedir desculpas, não perca o seu rico tempo. O meu assunto é com o procurador. Ele afinal está ou não está?”
“A SENHORA QUE FAÇA UMA EXPOSIÇÃO, POR ESCRITO, ESTÁ BEM? HÁ CÁ TRÂMITES! NÃO É SÓ SAIR DE CASA E, PRONTO, DEU NA CABEÇA, VOU FALAR COM OPROCURADOR…”
“Mas eu não venho brincar, camarada! Também sou mulher de homem, ouviu bem?!” 
“QUAL É O ASSUNTO, AFINAL?
“O assunto é justiça. Não quero outra coisa. Repara uma coisa. Um homem quase violou a nossa filha, espancou a menina. Aí fizemos o quê? Metemos o caso na justiça. Foi julgado e condenado a três anos. Ficamos alegres mas, qual é a nossa surpresa?, já anda por aí livre. Ninguém só se preocupou em nos consultar a nossa opinião. Então o ofendido é um e quem perdoa é o outro?”
“DEVE SER DA AMINISTIA, UM INSTRUMENTO MAGNÂNIMO DA MAGISTRATUR…”
“Mas é só para alguns?”
“COMO ASSIM? ISSO É PAULATINO, MINHA SENHORA. É DE LEI...”
“Mas o meu marido, que não se conformou com a liberdade do agressor da filha, pegou nele, lhe enfiou dois socos da boca e bons pontapés no meio das pernas. A justiça vai-lhe prender, por cima da razão dele, vão-lhe condenar para dois anos e não tem amnistia?!”
“ISSO NÃO É BEM ASSIM…”
“E se não é bem assim, é como então essa justiça?”
Gociante Patissa. Benguela, 8 Outubro 2016
www.angodebates.blogspot.com

Sem comentários: