domingo, 8 de abril de 2018

Um dos 120 títulos com que a editora brasileira Penalux concorre ao Prémio Oceanos 2018 é O HOMEM QUE PLANTAVA AVES, do angolano Gociante Patissa. O resultado dos 50 finalistas sai em Agosto. É sempre um incentivo, né? heheh



Nessa instigante coletânea de contos, Gociante Patissa transporta os leitores para os contornos de uma Angola imprevisível. Em catorze temas, o escritor angolano tricota os cordões que passam pelo registo da memória coletiva à recriação de uma guerra civil de três décadas, a qual o arrancou aos sete anos de sua terra natal, Monte Belo. Também encontram-se em sua escrita os desafios do pós-conflito e de cidadania na antiga colónia portuguesa situada na África austral. A província de Benguela e a região etnolinguística Umbundu são o cenário da generalidade dos contos. A alternância cidade–campo resulta numa tensão que ao mesmo tempo remete ao pedagógico e ao satírico, neste livro que poderá ser o mais cómico da lavoura literária de Patissa.

“Uma parte de mim ficou congelada no tempo, mas não me queixo. Ninguém me aponta o dedo. Não matei e não morri completamente.”

PS: Os outros angolanos concorrentes são José Eduardo Agualusa, com a obra «A sociedade dos sonhadores involuntários», por meio da editora Quetzal / Tusquets, ainda J.A.S. Lopito Feijóo K., com a obra «Imprescindível doutrina contra», pela editora Rosa de Porcelana e Job Sipitali, com a obra «Raízes cantam», que saiu em Portugal sob chancela da editora Perfil Criativo
Share:

0 Deixe o seu comentário:

Vídeo | Gociante Patissa, escritor na 2ª FLIPELÔ 2018, Bahia. Entrevista pelo poeta Salgado Maranhão

Vídeo | Sexto Sentido TV Zimbo com o escritor Gociante Patissa, 2015

Vídeo | Gociante Patissa fala Umbundu no final da entrevista à TV Zimbo programa Fair Play 2014

Vídeo | Entrevista no programa Hora Quente, TPA2, com o escritor Gociante Patissa

Vídeo | Lançamento do livro A ÚLTIMA OUVINTE,2010

Vídeo | Gociante Patissa entrevistado pela TPA sobre Consulado do Vazio, 2009

Publicações arquivadas