PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Partilhando leituras

Hoje trago o poema AMOR MUDO, que é uma versão do escritor português Herberto Hélder a canções de camponeses do Japão. 
--------------------
(Uelsmann)
AMOR MUDO
Ardendo de amor, as cigarras cantam: 
mais belos porém são os pirilampos, 
cujo mudo amor lhes queima o corpo!

Herberto Hélder. In «O Bebedor Nocturno», pg. 129. Porto Editora, 3.ª edição. Abril de 2015
------
Vale recordar que o meu exercício de leitura é baseado numa pura questão de gosto/sensibilidade, sendo que no campo da poesia, encanta-me muito mais a escrita que se aproxima ao provérbio, ao espírito da tradição oral, ou quando os parâmetros de paralelismo e contraste são evidentes. GP

Sem comentários: