Edição angolana do livro de contos

Edição angolana do livro de contos
Edição angolana do livro de contos

PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Insólito | Paraguaio de 48 anos arrebata Prémio Literário para Novos Talentos da comunidade de expressão portuguesa (actualizada)

O vencedor da edição 2018 do Prémio Literário-Novos Talentos da UCCLA (União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa) é paraguaio, 48 anos, vive no Brasil. Chama-se Oscar Ruben Lopez Maldonado. O livro premiado é de poesia, intitula-se “Equilíbrio Distante” e foi apresentado a 3 de Maio, no âmbito das celebrações do Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da CPLP.

Esta que é a já a terceira edição contou com 805 candidaturas, oriundas da Alemanha, Angola, Brasil, Cabo Verde, Espanha, Guiné-Bissau, Moçambique, Paraguai, Portugal e São Tomé e Príncipe.

O Prémio Literário é uma iniciativa conjunta da UCCLA, Editora A Bela e o Monstro e Movimento 2014, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, e tem como objetivo estimular a produção de obras literárias, nos domínios da prosa de ficção (romance, novela e conto) e da poesia, em língua portuguesa, por novos escritores.


A atribuição do prémio a um cidadão do Paraguai não viola o regulamento do concurso. À letra deste «são admitidas candidaturas de concorrentes que sejam pessoas singulares, de qualquer nacionalidade, fluentes na língua portuguesa, com idade não inferior a 16 anos.» Ainda assim, suscita alguma contestação de quem defende maiores oportunidades para talentos nativos do espaço de expressão portuguesa, cuja literatura não tem grande expressão nas grandes montras, ao lado de uma inglesa ou uma francesa, por exemplo.

O Prémio Literário UCCLA foi lançado em 2015, tendo sido atribuído o prémio vencedor da 1.ª edição ao romance “Era Uma Vez Um Homem” da autoria de João Nuno Azambuja, de Portugal. Na 2.ª edição, o prémio foi entregue à obra “Diário de Cão” de Thiago Rodrigues Braga, de Goiás, Brasil.

Sem comentários: