PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

terça-feira, 13 de junho de 2017

Divagações | AJS pode ter mudado de outras coisas, ainda não de nome

Nasceu como Associação Juvenil para a Solidariedade (AJS), está assim registada no cartório notarial e publicada no Jornal de Angola, como manda(va) a Lei das Associações 14/92. Mas por alguma tendência estranha, muito estranha para o meu gosto, e sabe-se se lá por "criatividade" de quem, vai aparecendo volta e meia na imprensa como sendo "Associação Jovens Solidários". Só podemos estar a falar de outra AJS, que não a do Lobito, com personalidade jurídica própria, ONG existente desde 1999, e cuja alteração a esse respeito em princípio implicaria uma legítima assembleia de membros subscritores dos estatutos e os cinco integrantes da assembleia constituinte. Não é um assunto que me seja confortável falar da AJS, mas calar a tudo também não dá. O caso mais recente é o da Voz da América, sublinho a VOA por já não ser a primeira vez que a designação do nosso sonho é deturpada. Mano Joao Marcos Pontes Antonio, cá entre nós e que ninguém nos oiça, não é por mal, mas tentem só um bocado respeitar o que nos deu muito trabalho para ser criado, mantido e granjear o respeito. Até que nos provem formalmente o contrário, a sigla AJS está mesmo para Associação Juvenil para a Solidariedade. Ainda era só isso. Obrigado hahaha

Sem comentários: