PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

domingo, 11 de dezembro de 2016

Fragmentos | A culpa

Como hoje houve já dias. E mais haverá. Dias de só breu, breu de sumir com o tio da meteorologia na TV. As crianças não metem, diz a sabedoria. Assis!(*), chamo eu. Estou aqui, tio! Assim, pronto, é ele, duas metades de metro com barriga e cabeça a correr, cinco velas queimadas só. Bonecos na sala à espera. Diz-me uma coisa, Assis. Sim, tio? Pelos teus conhecimentos, achas que vai chover? Um momento, ya, tio? Deixa ver. E lá vai aos saltos na empreitada de guardar o céu nos olhos. É rápido. Tio! Acho não vai chover esta noite. Achas? Com base em quê? Há estrelas tio, uma, duas, três, quatro, cinco; quando há estrelas a chuva não vem. Obrigado, filho, fico com a tua palavra. Amanhã preciso cedo do carro para trabalhar, termino eu com o pensamento no ligeiro, dois anos soma ele e não sei se o compraria hoje que sai pelo dobro do preço, quando a rua já sugere semente de arroz para plantação, lama, salitre e charcos. Más só uma coisa, tio, interrompe do pequeno: se chover, a culpa não é minha, tio.
(*) Nome propositadamente alterado
Gociante Patissa, Bairro do Kioxe, Benguela, 11 Dezembro 2016

Sem comentários: