PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Opinião | Onde equiparar é falsear

Não me assiste o menor direito de criticar, pois não contribuí mais do que ele faz para homenagear um nome, o maior da história da nossa Kizomba, o maestro Eduardo Paim. O máximo que posso é lamentar esta lamentável realidade de querer equiparar C4 Pedro ao general Kambwengo, alcunha com que também Paim se apresenta. Nunca tive a menor dúvida do potencial vocal do jovem C4 Pedro, filho aliás de outra referência na história da música de Luanda, Lisboa Santos. Mas depois do primeiro álbum, temos visto um Pedro em ascendente descambar, distante da estética e profundidade inicial, distante de si próprio enquanto músico revelação. E a razão conhecemo-la e compreendemo-la, sem contudo estarmos de acordo. É uma resposta às leis do showbiz e do que o público quer ouvir, já que os consumidores utópicos, aqueles que ainda acreditam no poder do artista em reeducar os hábitos de consumo e exigente consigo próprio, estes não atingem um número suficientemente representativo capaz de recuperar os largos milhares de dólares investidos na produção de um CD. Somos um país jovem, de maioria jovem, e estes em quantidade e filas de autógrafo constituem um substrato esmagador. Eduardo Paim, que nunca deixou de interagir com novos autores e que bem merece as homenagens todas, podia ser poupado de certas comparações. No ritmo, na mensagem, na responsabilidade, Paim, compositor que à semelhança de Paulo Flores andou em trabalho oficinal durante anos com poetas do calibre de Cassé, está muito acima, muito mesmo, da estética rasca que grassa na geração pós 2002. C4 Pedro é questão de sucesso, Paim é de consistência. Equiparar é falsear, digo eu.
Gociante Patissa. Lwongo, Katombela, 10 Novembro 2016
www.angodebates.blogspot.com

Sem comentários: