PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

domingo, 4 de setembro de 2016

No 103.º aniversário da cidade | PÚBLICO ELEGE MISS LOBITO MAS CONTESTA PRÉMIOS

Na gala de eleição da “mulher mais linda do Lobito”, o corpo de jurado teve a tarefa facilitada, a julgar pela previsibilidade e antecipação com que a assistência reagiu à cada eleição anunciada. O evento, enquadrado nas comemorações dos 103 anos da cidade, teve lugar este sábado (03/09) numa casa hoteleira à beira-mar, na Restinga do Lobito.

No final dos desfiles, Maria Negócio, candidata número 12, ficou com a coroa de Miss Lobito, sendo coadjuvada no mandato por Benvinda Lueco, Primeira Dama, e Noémia Muachiteca, Segunda Dama, que é ao mesmo tempo a Miss simpatia. Rosária Simão é a Miss Fotogenia, enquanto pela popularidade foi eleita Miss Jéssica Kamosso.

Se no capítulo das qualificações o consenso reinou, já não se pôde dizer o mesmo das premiações, que mereceram a pronta vaia da assistência. No essencial, à Miss Lobito 2016/2017 caberá uma motorizada, 80 mil kwanzas e um curso de informática. Várias vozes ecoaram a protestar, já que a tradição tem sido uma viatura, além de que a entrada de motorizadas para o centro da cidade está vetada pelas autoridades.

A par do curso de informática e produtos cosméticos, a cadeia de premiação pecuniária das misses eleitas chega até aos 30 mil kwanzas, o que para alguns presentes “não passa de trocados.” Não foi possível ouvirmos a justificação da organização, embora a conjuntura da crise financeira não deixasse de ser referenciada durante o evento.

Supervisionado pela Comissão Municipal de Efemérides, o regresso do Concurso Miss Lobito quebra um interregno de dez anos. Segundo o Administrador do município, Alberto Ngongo, algumas irregularidades precisavam de ser sanadas. Apontou como exemplo o facto de candidatas derrotadas no concurso municipal aparecerem, mais tarde e de forma independente, como concorrentes à edição provincial, pelo que, disse, “era preciso protegermos a nossa representante eleita”.

Nota alta vai para os organizadores e parceiros pela casa cheia e pelo show de pirotecnia. Os ingressos variaram entre os mil e os dez mil kwanzas. Nota alta também para alguns músicos que se esforçaram em caprichar, não obstante a limitação do playback, com destaque para Mariana André, Hélvio, Lour Texas e Nelzi.

A reportagem do Blog Angodebates aponta duas grandes falhas ao Comité Miss Lobito, nomeadamente, pelas duas horas de atraso no arranque da gala e pela injustificada ausência do músico Kueno Aionda, que foi publicitado como cabeça de cartaz.
 Reportagem: Gociante Patissa (texto e fotos)
www.angodebates.blogspot.com

Sem comentários: