PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Divulgando | Moçambicano Clemente Bata lança livro de contos no Brasil

«Outras Coisas» é o título da obra composta de 10 contos que Clemente Bata traz à luz no Brasil pela editora Kapulana. Explora a realidade do seu país ao retratar conflitos típicos das relações humanas nos espaços rural, urbano e suburbano, com temas que vão desde o amor, os crimes, os linchamentos populares, o alcoolismo até à violência doméstica.


 “[...] O enfermeiro entrou. Está confirmado, Doutor – Djabo entregou o processo e voltou a sair. O médico sentou-se e releu.
– Sô Jubileu – disse. – Você vai ter de ser forte. O que lhe vou dizer não significa o fim de tudo. Estes são resultados dos seus exames. Está preparado para qualquer informação?


– Doutor, o que mais quero é salvar o meu pai.

- Perfeito. Tenho duas notícias: a primeira é que o seu pai vai ser operado e já não será necessário fazer transfusão.

- Uf!...
- Portanto, não se preocupe mais com isso. A segunda... bom... você tem vírus de imunodeficiência humana.
- Desculpa... – levantou-se.
- HIV.” 
(Pág. 30)

«Outras Coisas», que carrega expressões linguísticas próprias de Moçambique, traz um glossário, para além do prefácio de Aurélio Cuna, professor moçambicano, pesquisador de Literatura Moçambicana e de Retórica e Poética, Chefe do Departamento de Literatura e Cultura, da Faculdade de Letras e Ciências Sociais, da Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo, Moçambique.


[...] confesso que ler Outras Coisas é experimentar o prazer e privilégio, pouco comuns nos nossos dias, de tomar contacto com uma escrita de elevado grau de fineza, quer do ponto de vista estético, quer no que toca ao rigor na linguagem. [...] (Aurélio Cuna)

Sobre o autor: Clemente Bata nasceu em 1967 (Maputo). Formou-se em Letras Modernas, pela Universidade Paul Valéry, Montpellier, França, e obteve o Mestrado em Ciências da Linguagem, na Universidade de Besançon, Franche-Comté, França. Durante vários anos, ensinou Francês de Instituto de Línguas de Maputo e foi docente na Universidade Eduardo Mondlane e na Universidade Pedagógica. Sua atividade literária inicia-se nos finais dos anos 1980, quando publicou alguns poemas na imprensa. Teve  textos publicados em periódicos como o Jornal Notícias e as revistas Lua Nova, Proler, entre outras, assim como nas revistas literárias eletrônicas Maderazinco (Moçambique) e Nova Cultura (Alemanha). Foi também colunista do Jornal Meia-noite.

Sem comentários: