PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

[Oficina] Poema | Em cada promessa do vento

Texto de Cambinda. Sem mais dados
Do fundo do túnel está uma luz que vislumbra
ilumina aos marfins de sorrisos esquecidos
nos lábios selados com a corrente de tristezas.

Há uma melodia sonante no bico da gaivota
que remexe as nádegas da mwana-pwo
presas nos gelos de montanhas ensanguentadas
com o ruído voraz dos mutimbas.

Há um clamor na voz do poeta
que despedaça as lágrimas da mulher que chora
pelos  filhos adormecidos no sofá ilusório

Quem os devolverão sorrisos
se a sabedoria clamou
e a inteligência escondeu a sua voz

Quem os devolverá a prudência de asas
e as trilhadelas de pés dançantes
estando no cume das alturas
a harmoniosa voz da gaivota

Quem os devolverá a voz que despedaça os lacrimejares
se nos abismais mistérios da incredulidade
está impregnada a voz do poeta

Os tesouros da piedade?
Os lábios dos justos?

A isso, não couberam as nossas opiniões

A opulência está estendida sobre o odor da esterilidade
o bom orvalho faz-se espremível
 por entre mesas bastardas   
de papos que acenam promessas ao vento.

Na maré baixa,
vemos o fundo do mar;

Em cada sopro do vento,
vemos os pedaços de terra

No imensurável brilho das águas
vemos a abastança
esplêndida no infinito Atlântico
e nos fonemas do nosso Kwanza.

Porém,
na crueldade de misericórdias
de mentes legiferantes
está a hipocrisia de bocas danificadas
perturbadoras de pacíficas tempestades  

Nota do Blog Angodebates: No ano em que completa o 10.º aniversário, o nosso Blog lançou um desafio de crescer junto com os seus leitores, abrindo para o efeito uma oficina para a divulgação de contos, crónicas e poesia de autores com ou sem livros. Como é natural, teremos colaboradores principiantes, pelo que lá onde for necessário, a gestão editorial do Blog fará ou sugerirá arranjo. O que esperamos é no futuro olhar para o primeiro texto de cada colaborador e festejarmos o progresso que for alcançando. 

Sem comentários: