PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

sábado, 23 de janeiro de 2016

Trecho da crónica de José Kaliengue | SENHOR POLÍCIA ME LEVA SÓ

Íamos a entrar no carro quando nos apercebemos de uma discussão, era uma moça já ajeitada de copos a discutir com um moço também já ajeitadinho, estavam mesmo ao lado de uns kupapatas. Ela porque me chamaste aquele nome feio. E ele porque queres o quê? Vou-te dar. Aparece um amigo dele que tenta apaziguar. O rapaz ajeitadinho cresce, é homem. Vou-te dar, e sai um estalo na rapariga. Atrás dele pára um carro da Polícia. E o ajeitadinho ao amigo apaziguador que queria explicar as coisas: “me deixa ir só, já paguei a mota. Deixa-me ir, olha a minha imagem. E depois, “senhor polícia me leva só, olha a minha imagem, por favor”. A ele passou a bebedeira, a ela subiram as razões. Entramos no carro, andamos o Huambo… nem alma viva, aqui apagam as luzes quando dormem, e o frio lá fora. (In Jornal O País, 19/01/2016. Luanda. Texto completo disponível na Internet)

Sem comentários: