PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Diário | Então vou-lhe chamar mais como?

"Assim, o miúdo vai ficar um ano sem estudar, só porque a escola não consegue passar o certificado... para se matricular noutro nível?"
"Mas vocês, os jovens de hoje, não sabem esperar afinal por causa de quê?"
"Mas, senhor contínuo, já estive aqui há duas semanas..."
"Sim, mas já te disse que o camarada director ainda não tinha assinado o certificado... Ele só assina dez documentos por dia. Depois houve feriado de fim-de-semana prolongado."
"Três semanas e um simples certificado não sai?! Mas vocês esqueceram que o período de matrículas só tem duas semanas? Sinceramente, ó senhor contínuo..."
"Aliás, o termo 'tio', ainda aceito, mesmo sem ser família; agora, o verbo 'contínuo' é que não! Faço-me entender?!"
"Então vou lhe chamar mais como? 'Secretário'?"
"A secretária está de repouso. Se cortou na mão em casa ao preparar a salada, levou um ponto no posto médico."
"Mas se o tio não é professor, não é guarda, não é da limpeza, nem é secretária..."
"Eu sou elemento dos serviços de apoio à administração, rapaz! ESAA, nomeado pelo camarada director, entendeu, ó aprendiz de encarregado?"
"Seja como for, tenta entender o problema. É o futuro de uma criança que está ameaçado. Então se o certificado já está assinado, porquê que não entregam, quando as matrículas encerram já amanhã, sexta-feira?"
"Porque o certificado não está carimbado! Já disse que a secretária está de repouso. Meus Deus, nos ajuda! Que tipo de vacina é que essa juventude precisa para aprender um pouco a esperar?"
"Isso é meu azar!!! O tio acha que esperar resolve sempre? Mas o carimbo não é só aquela coisa de borracha que está agarrada numa coisinha de madeira, ó tio? Não é só mesmo fazer 'tá!´na almofada da tinta e 'tá!' em cima da assinatura?"
GP. Benguela, 17.012.15

Sem comentários: