PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Diário | É só aí já que falhei

"O PRÓXIMO!"
"Dá licença?"
"ENTRE!"
"Bom dia... Quer dizer, boa tarde já."
"Boa tarde. Pode sentar-se. Bem-vindo à entrevista. Bem disposto?"
"Sempre, Doutor."
"Senhor, para mim, já está bom. Só tenho o médio do industrial ainda."
"Está certo."
"Vamos ao que interessa. Sabe para que tipo de trabalho está a concorrer?"
"Bem, tenho vaga ideia. Dizem que é no ramo dos petróleos."
"Pois. Não tem nada a ver com escritório e canetas..."
"Não há problemas, Senhor. Somos homens para tal."
"Ora, vejamos... O teu Curriculum Vitae... por acaso, tem peso."
"Obrigado."
"É tudo verdade, não é?"
"Sim, senhor. É a trajectória mesmo."
"Isso é bom. O senhor é professor?"
"Sim, sou."
"Mesmo assim prefere ir para um trabalho de lidar com metais e ferrugem?"
"Depende só de onde melhor é o bolo, profissionalmente falando a verdade."
"O teu CV diz que é professor. Há quanto tempo?"
"Olha... já há oito anos."
"É casado ou solteiro?"
"Casado."
"Que idade tem agora?"
"Tenho 23 já."
"Em que nível dá aulas?"
"Nível secundário."
"Desde sempre?"
"Sim."
"Então, fazendo as contas, se tem 23 anos e dá aulas há já oito... quer dizer que com 15 anos já dava aulas no segundo nível?"
"Bem... Pois, portanto, é só aí já que falhei..."
GP, 30.11.2015

Sem comentários: