PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

domingo, 29 de novembro de 2015

Diário | Você acha que eu como muito?

“Acorda ainda, homem! Quase dez horas, e tu aí na preguiça. Engravidaste uma gaja ou quê?”
“É o quê mais afinal? Deixa um gajo descansar. As actividades já não acabaram ontem?!”
“Daqui a pouco o pessoal sai para as compras, e vais ficar aí no ‘me esperem, me esperem’. Sabes mesmo que, no estrangeiro, é andar acompanhado; nunca se sabe os bandidos…”
“Pronto, chega já de assuntos malaike. Conta ali um mambo bala…”
“Ah, é verdade. Sua excelência o Ministro convidou a delegação para um almoço…”
“A sério? Essa é que é boa notícia!!! E onde será?”
“Num clube de Yate, tipo aquário vidrado em cais.”
“Mbora se preparar!”
“ATENÇÃO, JUVENTUDE, TODO O MUNDO CONCENTRADO! O AUTOCARRO JÁ ESTÁ LÁ FORA.”
“Fogo! Finalmente um dia de lazer, já não aguentava mais tanta reunião junta.”
“Vendo o menu, a comida é até muito mais barata aqui do que na banda! Mesmo a bebida também.”
“ATENÇÃO! CREIO QUE O ALMOÇO FOI MUITO APETITOSO. ANTES DE VOLTARMOS AO HOTEL, O MINISTRO MANDA AVISAR QUE CADA UM VAI PAGAR A SUA CONTA. PARA NÃO COMPLICAR, SÓ TRINTA DÓLARES POR CABEÇA; SUA EXCELÊNCIA ASSUME O RESTO.
“Ouviste isso?”
“Ouvi, mas não concordo! Como é que Sua excelência o Ministro nos traz nesse lugar de luxo, agora fala que ‘cada um por si, Deus para todos’?!”
“Quer dizer, essa de ‘cada um por si, Deus para todos’, hum, ele não disse! Aliás, desculpa, mas não te entendo! Quanto é que recebeste do Estado para ajudas de custo de dez dias?”
“Mil e seiscentos Dólares [US]…”
“E comeste de quanto neste almoço?”
“De sessenta Dólares. Mas todo o mundo sabe que eu até não como assim muito. Você acha que eu como muito? Um hamburger de cinco dólares numa roulotte já estava bom…”
“Mas se recebeste mil e seiscentos dólares, não tens que pagar hotel nem comida, te custa alguma coisa tirar deste valor trinta dólares para pagar o que comeste?!”
“Eu já sabia, esse ministro sempre me pareceu agarrado! Nunca se viu isso. Um Ministro me fazer pagar a conta?...”
“AGORA QUE CADA UM JÁ CONTRIBUIU, O MINISTRO MANDA AVISAR QUE JÁ PAGOU DO SEU BOLSO O ALMOÇO DE TODOS. NA VERDADE, O DINHEIRO RECOLHIDO SERÁ PARA O VOSSO JANTAR DE DESPEDIDA. ENTRE VOCÊS MESMO ELEJAM UMA COMISSÃO DE GESTÃO. PRONTO, A LIÇÃO É ESTA: JUNTOS A CONTRIBUIR, JUNTOS A COMEMORAR.”
“E agora? Ainda achas que sua excelência o Ministro merecia exoneração?” “Exoneração? Nunca! Há festaaa rijaaa, muito copo, amanhããã!!!! Esse ministro é bwééé!!!”
GP, Benguela, 29.11.2015

Sem comentários: