PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

sábado, 25 de julho de 2015

Última hora | LICENCIATURAS DE INSTITUIÇÕES DO ENSINO SUPERIOR PRIVADAS DE BENGUELA SÃO NULAS PARA EFEITOS ACADÉMICOS POR FALTA DE DECRETO

A fazer fé numa brochura a que o blog Angodebates teve acesso, denominada "Quadro actual de Legalidade dos Cursos de Graduação ministrados nas Instituições de Ensino Superior  Públicas e Privadas", do Ministério do Ensino Superior, datada de Julho de 2015, os cursos para graduação de licenciatura pelas vulgo universidades privadas que operam na província de Benguela, nomeadamente Maravilha, Lusíada, Jean Piaget e Católica, são irregulares, uma vez não estarem devidamente respaldados em decreto.


Isso mesmo. Está tudo sublinhado a vermelho na tabela, não há um único curso legalizado dos institutos superiores politécnicos privados que operam em Benguela. Já o Instituto Superior Politécnico de Benguela, localizado à praia Morena, tem os cursos em situação regular, excepto o de Gestão de Recursos Humanos. O documento também não faz referência se há processo em curso para a solução de tal problema, uma vez ser do conhecimento público que alguns licenciados de tais instituições de formação já adquiriram junto da Universidade Agostinho Neto o reconhecimento da equivalência.

"Pretende-se  deste  modo,  alertar  aos  estudantes  e  aos  empregadores,  bem como  a  sociedade  em  geral,  em  relação  aos  riscos  que  correm  ao frequentarem  cursos  não  legalizados,  o  que  pode  acarretar  problemas  no reconhecimento  dos  graus,  títulos  e  diplomas  obtidos,  porquanto  todos  os actos,  benefícios  e  títulos  decorrentes  do  funcionamento  ilegal  das Instituições de Ensino Superior são nulos para efeitos académicos", lê-se no documento do Ministério do Ensino Superior.

Na mesma condição está praticamente a maioria dos institutos Superiores de quase todo o país, sendo que na região centro e sul, depois de  Benguela, está a província do Huambo com os privados Sol Nascente e Lusíada.

Dada a extensão do documento, o que dificulta a sua visualização por esta via, o blog Angodebates abre a possibilidade de o disponibiizar a quem estiver interessado, bastando fazer a solicitação através do e-mail patissagociante@yahoo.com.

Gociante Patissa, Benguela, 25 Julho 2015

Sem comentários: