PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Ecos e polissemia quanto à metáfora não tem pernas o tempo


Tenho ainda os lábios puxados para trás, sorrindo, quando inicio estas linhas. Acaba de chegar ao meu conhecimento que no passado domingo, oradora de uma igreja evangélica do Lobito dirigiu-se à sua plateia, grupo feminino da sua igreja, em termos mais ou menos como estes: "Há um jovem de Benguela que tem muita razão, quando diz que não tem pernas o tempo". Segundo aquela oradora, "você que está estático em casa, não se preocupa em aproximar-se ao seu Deus, à sua congregação, por achar que não é ainda o tempo", corre o risco de ficar ultrapassado. É preciso ir ao encontro, ao invés de esperar que o tempo chegue, que o tempo passe pelo seu pátio, pois ele nunca chegará, uma vez que não ter penas".

A polissemia, o direito que o leitor tem de interpretar de acordo com a sua visão do mundo, é ou não algo belo na literatura? Um abraço

Sem comentários: