PONTOS DE VENDA

PONTOS DE VENDA
PONTOS DE VENDA: União dos Escritores Angolanos; Rede de Supermercados KERO; Tabacaria GRILO (edifício do Mercado de Benguela); Livraria SUCAM, Benguela; Livrarias LELLO, MENSAGEM e na SALA DE EMBARQUE do AEROPORTO INTERNACIONAL 4 DE FEVEREIRO, Luanda

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Boa nota só para quem dá boa nota?

Alguém se lembra de como eram os exames escolares no tempo do "mono" (ou partido único)? Na quarta classe, 1988, recordo que houve troca de escolas, caminhando uns 5 quilómetros aproximadamente, da escola Rei Mandume, bairro Santa Cruz, para a Mutu-ya-Kevela, no bairro da luz, ambas no Lobito. Já na quinta classe, 1989-90, na escola Dangereux, hoje devolvida à Missão Católica, no bairro do Kaputu, Catumbela, os enunciados eram trazidos por militares da Segurança do Estado, devidamente armados. Era o posicionamento objectivo, há quem o considere (no actual contexto do "stéreo", entenda-se democracia) talvez excessivo, contra a fraude. Os tempos hoje são outros e, volta e meia, cruzamos com estudantes que lamentam o quase obsceno comércio de notas por parte de alguns professores, entre angolanos e cooperantes estrangeiros, quer para passar de classe, quer para o trabalho da tese de fim de curso. Ministério da Educação ou do Ensino?

Sem comentários: